Monteiro Lopes
Monteiro Lopes

O biscoito queridinho dos paraenses nasceu em Belém do Pará em homenagem à  união de uma família que criou essa receita no século XIX.

por Joyce Galvão - 24/12/2020

ESSA RECEITA

RENDE: 50 unidades (mas tudo vai depender de como você modelar)

 

NASCEU NO PARÁ, É DO PARÁ E VOCÊ SÓ VAI ENCONTRAR NO PARÁ! MAS, PARA MATAR AS SAUDADES, VOCÊ ENCONTRA AI, NA SUA COZINHA TAMBÉM!

INGREDIENTES

MASSA

    • ½ xícara (chá) | 120g
      manteiga sem sal
    • 2 xícaras (chá) | 240g
      farinha de trigo tipo 1
    • ¼ colher (chá) | 1g
      sal refinado

CALDA

    • ½ xícara (chá) | 90g
      açúcar refinado
    • 2 colheres (sopa) | 15g
      chocolate em pó
    • 2 colheres (sopa) | 30mL
      água filtrada

VOCÊ SABIA?

O nome desse biscoitinho – Monteiro Lopes, é uma homenagem à duas famílias, cujos filhos se casaram e criaram a receita. Parece a história de Romeu e Julieta, mas não é!

 

Segundo a história que se escuta no mercado Ver-o-Peso, entre 1850 e 1890, em Santa Maria de Belém do Grão Pará, existiam duas padarias concorrentes: uma no lado Oriental do Mercado, de Manuel Monteiro, e a outra no lado Ocidental, do português Antônio Lopes. Cada uma produzia um biscoito de cores e sabores diferentes.

 

Quando os proprietários faleceram, seus filhos se casaram e deixaram de ser concorrentes, juntando cores e sabores num só biscoito, nascendo assim o Monteiro Lopes.

COMO PREPARAR

AH!

Para os biscoitos ficarem bem deliciosos é preciso que dourem bem no forno!

    • Preaqueça o forno a 180 °C e separe uma assadeira (não precisa untar).
    • Em uma tigela junte a farinha, manteiga gelada cortada em cubos e o sal.
    • Amasse bem até formar uma massa homogênea que desprenda das mãos. Se quiser faça o processo na batedeira com a raquete. Bata apenas até formar uma areia úmida, depois, com as mãos, aperte até formar uma bola quebradiça.
    • Porcione a massa em bolinhas de 8-10g e modele no formato de um cilindro com as pontas mais finas.
    • Se quiser, você também pode abrir a massa sobre duas folhas de papel-manteiga, com auxílio de um rolo, e usar um cortador no formato desejado (esse é meu jeito favorito de trabalhar com essa massa!)
    • Transfira os biscoitos para a assadeira e leve ao forno por cerca de 18-20 minutos (no formato retangular que fiz, se fizer as bolinhas, o tempo pode aumentar consideravelmente), até dourarem. Enquanto isso prepare a calda.
    • Em uma panelinha junte o açúcar, a água e o cacau. Leve ao fogo médio e, assim que levantar fervura desligue e deixe a calda esfriar.
    • Retire os biscoitos do forno e transfira para uma grade, para esfriarem.
    • Banhe metade dos biscoitos (ou os biscoitos inteiros) na calda de chocolate e coloque novamente na grade para a calda secar um pouco, cerca de 5 minutos.
    • Depois passe os biscoitinhos no açúcar e mantenha em pote hermético por até 30 dias.

LEIA MAIS!

A polêmica da bengalinha

A polêmica da bengalinha

Você sabe o que é bala dura? Tem segredo? Tem polêmica? Tem, claro que tem!
Saiba mais
Rabanadas na madrugada

Rabanadas na madrugada

O que você mais ama no Natal?
Saiba mais

PARA BISCOITAR!

Nhoque mineiro

Nhoque mineiro

É nhoque pela forma como é cortado, mineiro porque tem queijo mas, pode ser gaúcho quando passado pelo coco ralado! Um biscoitinho macio e cheio de sabor!
Saiba mais
Biscoito de limão com coco

Biscoito de limão com coco

Esses biscoitos tem um toque refrescante e azedinho de limão. Perfeito para acompanhar um chá suave como o de camomila!
Saiba mais
Translate »