Pé de moleque
Pé de moleque

Um punhado de amendoim caramelado não dá para resistir né? Na região sudeste do Brasil, é feito com açúcar refinado, lembrando o francês praliné, no nordeste com a rapadura, que precisa ser “quebrada” para eliminar a dureza do açúcar cristalizado, e por essa razão, o doce também é conhecido como “quebra-queixo” ou “quebra dentes”.

por Joyce Galvão - 15/06/2015

ESSA RECEITA

RENDE CERCA DE 15 PEDAÇOS E DURA 15 DIAS EM POTE DE FECHO HERMÉTICO (MAS SEMPRE ACABA ANTES!)

INGREDIENTES

    • 1 xícara (chá) | 200g
      amendoim sem pele, torrado
    • 1 ¼ xícara (chá) | 225g
      açúcar refinado
    • 1 colher (sopa) | 10g
      manteiga sem sal + para untar
    • 1 colher (chá) | 5mL
      suco de limão (taiti, rosa, siciliano, galego…. )

PARA LER

PARA LER PARA LER PARA LER
  • As festas juninas são uma das manifestações culturais brasileiras mais expressivas!

 

Um bom forró, um copo de quentão e muita comida boa faz parte dos maiores e melhores festejos em todo o Brasil. Infelizmente as festas tem perdido um pouco de sua essência e poucos brasileiros sabem da sua origem, conhecem a sua história e suas reais tradições.

O livro de Lúcia Helena Vitalli, antropóloga pela PUC-SP, é fruto de uma ampla pesquisa sobre os “arraiá”, falando de suas raízes e tradições. As músicas, danças, as simpatias, jogos e receitas mais populares podem ser encontradas no livro “Festas Juninas Festas de São João”.

Uma leitura obrigatória para que as raízes de nossa cultura não se percam com o avanço do tempo.

COMO PREPARAR

MÉTODO 1

    • Unte uma superfície de trabalho com manteiga ou óleo.
    • Em uma panela coloque o açúcar e leve ao fogo médio até caramelizar. Esse método de caramelização é chamado de método seco, e você confere mais aqui.
    • Coloque o amendoim no forno por 10 minutos – para torrar e aquecer. Assim, quando ele for misturado ao açúcar não vai esfriar o caramelo.
    • Quando todo o caramelo estiver dourado junte o suco de limão e a manteiga. Mexa até homogeneizar e adicione o amendoim quente.
    • Misture o amendoim ao caramelo rapidamente e verta sobe a superfície untada. Aguarde esfriar.
    • Retire o pé de moleque da superfície, quebre com uma faca ou martelo e mantenha em pote fechado hermeticamente.

MÉTODO 2

    • Repita o mesmo procedimento do método 1, mas ao invés de untar uma superfície de trabalho unte uma assadeira retangular de 25x15cm com manteiga.
    • Coloque os amendoins na assadeira e verta o caramelo.
    • Quando o caramelo estiver levemente firme, corte com uma faca em quadrados de 5x5cm. Aguarde o caramelo endurecer, desenforme e separe os pés de moleque.
    • Conserve em pote hermeticamente fechado.

SAIBA MAIS

O pé de moleque é um doce cheio de curiosidades! Chegou à Europa pelos árabes, foi modificado pelos portugueses, feito com mel de abelha, pelos franceses, originando o nougat, pelos espanhóis, que criaram o turrón, pelos italianos com seu torrone, mexicanos com a palanqueta e pelos indianos com o chikki, quando levado pelos portugueses para o oriente no século XVI, e também para o Brasil – feito com nosso “mel de cana” a rapadura.

 

O pé de moleque no Brasil surgiu com a chegada da cana-de-açúcar – no século XVI – e, devido ao tamanho do nosso país, ganhou características próprias em cada região. No Sul e Sudeste está relacionado à cultura caipira, feito com mel de abelhas ou açúcar refinado. A cidade de Piranguinho no sul de Minas Gerais é famosa pela produção artesanal do tradicional pé de moleque mineiro, se destacando no cenário nacional com a festa do maior pé de moleque do mundo.

 

Na região nordeste do Brasil, o pé de moleque é um bolo que faz parte da culinária junina. Pode também ser feito com base de massa puba adicionado de café, castanha, cravo, erva doce enrolado em folha de bananeira, e assado no forno.

PARA DEIXAR SUA FESTA JUNINA DELICIOSA

Bolo Pipó da All about cakes

Bolo Pipó da All about cakes

Andar pelas ruas e sentir o cheirinho de pipoca doce é um dos momentos que fazem a vida valer a pena. Quando em casa a vontade bate e o pipoqueiro não estiver por perto, a ordem é ir para a cozinha e preparar a sua própria pipoca doce. Mas ainda, se ela se juntar a um bolo fofinho de chocolate recheado com um creme de caramelo, tudo vira festa!
Saiba mais
Bolo podre paraense

Bolo podre paraense

O bolo podre é comum nas ruas do Pará e um dos doces típicos mais famosos na época de festa junina. Nas praias cariocas, conhecido como cuscuz de tapioca, faz mais sucesso que o Pão de Açúcar! Mas é bolo, pudim ou cuscuz?
Saiba mais

PULE FOGUEIRA E NÃO O ESTUDO!

Métodos para produzir caramelo

Métodos para produzir caramelo

A calda de açúcar vai do pudim ao sorvete! Há quem fuja só de pensar em fazer caramelo, por isso antes de queimar a panela, ops!, colocar a mão na massa, aprenda a lidar com o caramelo!
Saiba mais
O que é praliné

O que é praliné

Você sabe que castanhas com açúcar podem virar desde uma doce farofinha para incrementar o sorvete a um recheio cremoso de bombom? E você sabe o nome certo daquela mistura perfumada de castanhas envolvidas em açúcar? Praliné, pralin ou praline? Qual a diferença?
Saiba mais
Translate »