A polêmica da branquitude assassina
A polêmica da branquitude assassina

A polêmica da branquitude assassina

Farinha, branqueá-la ou não branqueá-la? Eis a questão gafanhotos!

por Lucas Mota - 09/10/2020

Olá meus caros mancebos e leitoras!

Já aviso: hoje acordei de ovo virado(e nem estou falando desse artigo aqui)… Vou jogar tudo no ventilador e não quero saber!!! Vai dar briga, vai ter comentário no Instagram da Sobremesah com gente indignada, vai ter treta… Olha, tenho pena da direção que vai ter que lidar com tudo isso. 🤷‍♂️

Para dar combustível a essa ‘bagaça’, listarei dois fatos que não tem a ver com o assunto principal, mas ajudarão na conclusão lá no final:

1) Existe uma substancia que está no nosso dia a dia, muito utilizado pela indústria de alimento que pode ser muito perigosa à saúde. Seu consumo em excesso leva a hiponatremia, que é a diluição do sangue e desequilíbrio de sais minerais. Essa condição pode causar torpor, dor de cabeça, náusea, convulsões e, em casos mais graves, até óbito. E você consome isso diariamente!!! Fique atent@. Essa substancia é o óxido de dihidrogênio, popularmente conhecido como ÁGUA! 😨

2) Estudo científico não é como matéria de jornal, não tem erratas e atualizações depois de pronto. Se ele foi feito dentro das normas, regras e legislações ele vai existir pra sempre daquele jeitinho que foi feito. Porém outros trabalhos podem surgir e concluírem que não é bem assim como aquele primeiro trabalho falou. Esse é um processo de evolução da ciência completamente natural.

Depois dessa lista desconexa vamos ao tema central da polêmica do dia: Farinha branqueada mata? (sentiu o drama?) 

Não vou mentir que já estou arrependido de escrever sobre isso, porque vai dar um trabalho lascado. Mas, vamos lá! Se você não sabia que a farinha poderia ser branqueada, calma. Vou tentar (TENTAR) dar uma resumida aqui. Prepare-se que o quimiquês tá chegando, e chegando pesado!!!

QUE BOM QUE VOCÊ SE INTERESSOU PELO NOSSO CONTEÚDO

Criamos conteúdos exclusivos – todos os meses – para quem, como nós, quer ir além!

 

Nossa cozinha está aberta, pronta para receber você.

 

Vamos cozinhar juntos? 

 

Descubra receitas desenvolvidas na nossa cozinha ou receitas de chefs convidados para se inspirar e se deliciar.

 

Aprenda mais com nossas pesquisas e artigos autorais para aprimorar suas criações.

 

Leia matérias escritas por jornalistas e profissionais especializados para manter-se atualizado sobre esse doce universo da confeitaria.

 

Atenção: cursos e videoaulas não estão inclusos na assinatura.

 

‼️ ATENÇÃO ‼️

A ASSINATURA DO SOBREMESAH ESTÁ PASSANDO POR UMA ATUALIZAÇÃO, EM BREVE VOLTA A VENDA.

PARA RECEBER TODAS AS NOVIDADES CLIQUE AQUI E DEIXE SEU E-MAIL

Qualquer dúvida escreva pra gente: contato@sobremesah.com

 

 

ESCOLHA O MELHOR PLANO PARA VOCÊ

  • PLANO MENSAL

    Mensalidades de

    R$ 19,90

             
    • Pagamento apenas com cartão de crédito, cobrança mensal automática sem impactar o limite do seu cartão de crédito
  • PLANO ANUAL

    Pagamento único

    178,80

             
    • Pagamento com cartão de crédito ou boleto, optando pelo plano anual você ganha 3 meses

POLÊMICA? CIÊNCIA!

A polêmica do ovo do William Bonnner

A polêmica do ovo do William Bonnner

Você sabe dizer porque a famosa receita de brigadeiro do jornalista William Bonner leva gema? E por que isso causou mais indignação na população do que seus pronunciamentos sobre o presidente?
Saiba mais
A metamorfose do doce de leite

A metamorfose do doce de leite

A polêmica metarmofose do doce de leite. É caramelo? É reação de Maillard? A ciência responde meu caro gafanhoto!
Saiba mais
Tacho de cobre, pode?

Tacho de cobre, pode?

A polêmica é grande! Pode ou não pode usar cobre na cozinha? Os tradicionais doces feitos em tachos de cobre estão fadados ao esquecimento?
Saiba mais
A polêmica cor do veludo vermelho

A polêmica cor do veludo vermelho

E que abram as cortinas do conhecimento e do esclarecimento! Para ir além na confeitaria é preciso saber além! Vem que eu te conto mais...
Saiba mais
Translate »