Biscoito de babaçu
Biscoito de babaçu

Biscoito de babaçu

Babaçu, melado, café, cacau e cumaru criam uma explosão de sabor que desmancha na boca...

por Joyce Galvão

ESSA RECEITA

RENDE CERCA DE 15 UNIDADES (mas vai depender do tamanho e espessura do seu biscoito)

INGREDIENTES

DICA DE SABOR

Use manteiga fermentada!

MASSA

    • 120g
      manteiga sem sal
    • 50g
      melado
    • 100g
      farinha de trigo tipo 1
    • 70g
      farinha de babaçu
    • ¼colher (chá)
      sal refinado
    • 1 unidade
      semente de cumaru
    • 1 colher (sopa) | 15g
      café moído fino
    • quanto baste
      cacau em pó (alcalino ou natural)

PARA SABER MAIS SOBRE OS INGREDIENTES DO BRASIL

Um guia para descobrir os sabores do nosso Brasil!

 

Quando falamos em confeitaria, temos que ir além das receitas. É necessário entender o que está por trás do modo de preparo e conhecer o essencial: os ingredientes! É preciso repensar o que comemos, voltar o nosso olhar para dentro e descobrir a riqueza que temos à disposição. As escolhas que fazemos, aquilo que optamos por consumir, vão garantir a preservação da nossa cultura e das nossas tradições.

Neste pequeno guia, Joyce Galvão traz um debate sobre culinária e ingredientes locais, e coloca o Brasil e sua riqueza alimentar no centro da conversa, propondo um desafio e um convite: que sejamos mais ousados ao criar receitas, que sejamos livres para nos desprender de tudo aquilo que nos incomoda. Mas, para tanto, é preciso estudar e, sobretudo, compartilhar.

 

CLIQUE AQUI E GARANTA O SEU!

MODO DE PREPARO

AH!

Biscoitos com 1,5cm de espessura ficam menos secos e mais macios. Se você mexer na espessura lembre-se de diminuir o tempo de forno!

    • Preaqueça o forno a 160 ºC. Separe uma assadeira grande (que caiba no seu forno).
      Na tigela da batedeira, junte a manteiga e o melado. Bata até formar uma mistura homogênea.
    • Junte a farinha de trigo, de babaçu, sal, a semente de cumaru ralada e o café. Bata até misturar e formar uma areia úmida.
    • Aperte a massa com as mãos, para uni-la e embale com filme, em formato retangular de 1,5cm de espessura. Leve para descansar na geladeira por 15 minutos.
    • Retire a massa da geladeira e com um cortador redondo de 4cm de diâmetro corte os biscoitos.
    • Transfira para a assadeira, deixando cerca de 0,5 cm entre cada um e leve ao freezer por 20 minutos.
    • Retire os biscoitos do freezer e leve ao forno imediatamente. Asse por cerca de 25-30 minutos ou até os biscoitos ficarem levemente dourados na base.
    • Retire do forno e transfira para uma grade até esfriarem completamente.
    • Quando frios, envolva os biscoitos em cacau em pó e mantenha-os em pote hermético por até 5 dias.

Um pensamento…

Penso que alguns ingredientes “desconhecidos” são tão bem domados nas mãos de chefes talentosos, mas, acabam nisso, em um jantar luxuoso. Dificilmente passam a englobar com mais sabor e presença os pratos do dia a dia. A tal comida de verdade!

O babaçu virou ingrediente fitoterápico, ou seja, deixou de ocupar o espaço da comida gostosa, que dá prazer, para ser misturado a um copo de água e ingerido assim, do pior jeito.

Quem gosta?

Babaçu “cru” é que nem ingerir amido “cru”… apesar de neutro, é ruim. Não ruim… Essa palavra genérica que minha filha adora apontar para os brócolis e dizer, insistentemente. Vou mudar para “não muito agradável”.

Também penso que nem toda receita ou ingrediente serve para qualquer momento. Por exemplo, esse biscoito… Ele não é um biscoito para você sentar no sofá e se entupir (apesar que eu faço isso…) 😜

Ele é delicado, elegante e sofisticado para se tomar com uma xícara de café. Sabe quando você escutava a Paola Carosella falar no Master Chef: camadas de sabor? Pois foram criadas: café, melado, cumaru… Caberia muito bem no momento dos petit fours de um restaurante classificado na lista dos melhores do mundo. Iria surpreender, aposto. Aliás, aposto que teria gringo correndo atrás!

Mas, ele também cabe no lanche da escola, a Pietra aprovou, assim como as merendeiras sabem (muito melhor que eu!). Cabe no saquinho ao lado do caixa do seu café favorito, na padaria, no mimo que você entrega à sua cliente enquanto ela corta o cabelo no seu salão.

Ele cabe em diversos momentos, em diversos formatos e pode ser apresentado desde a mais saudável (será que a Pugliesi aprovaria?) – afinal é rico em fibras e possui propriedades anti-inflamatórias e analgésicas – até a mais luxuosa – todo o blábláblá da alta gastronomia em apresentar o produto.

Imagine que ao invés de dizer “o sal colhido pelos monges beneditinos do pico mais alto do Everest” disséssemos, com orgulho: “a farinha de babaçu é um produto do extrativismo de beiradeiros e indígenas e é obtida através do lindo trabalho de mulheres quebradeiras e…”

Imagina?

VIAJE PELOS SABORES DO BRASIL

Bolo de fubá da Joyce

Bolo de fubá da Joyce

O meu bolo preferido da vida, que conquista corações por onde passa é fofinho, úmido e cheio de sabor!
Saiba mais
Cookie de fubá com castanha de sapucaia

Cookie de fubá com castanha de sapucaia

Fale-me sobre o Brasil sem me falar sobre o Brasil! Basta dar uma mordida nesse cookie para sentir o nosso ziriguidum todo em muitos sabores...
Saiba mais

CONHEÇA O BRASIL

S.O.S doçaria brasileira

S.O.S doçaria brasileira

Iniciativas em todo o país ajudam a manter vivos o fazer e a tradição dos doces nacionais.
Saiba mais
Doce Brasil #projetodoceBrasil

Doce Brasil #projetodoceBrasil

Para descobrir nossa doce identidade e compreender melhor o que é doçaria e confeitaria no Brasil, vou percorrer todo o país em busca das respostas. Na primeira temporada caçamos frutas nativas e nos jogamos nas quitandas mineiras!
Saiba mais
Translate »